Em São Paulo foi registrado no mês de maio de 2019 o primeiro caso de sarampo autóctone (caso contraído pelo enfermo na zona de sua residência). Mas em todos os casos registrados as pessoas não eram vacinadas segundo o Centro de Vigilância Epidemiológica. Devemos permanecer atentos ao calendário de vacinas, inclusive na fase adulta.

O que é o Sarampo?

O sarampo é uma doença infecciosa aguda causada por vírus. É extremamente grave e contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina.

Como ocorre a transmissão do sarampo?

A transmissão do sarampo ocorre através de secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar ou respirar e geralmente na fase em que a pessoa apresenta febre alta. A transmissão ocorre de 4 a 6 dias antes e até 4 dias após o aparecimento de manchas vermelhas no corpo.

Quais são os sinais e sintomas do sarampo?

  • Febra alta, acima de 38,5ºC
  • Dor de cabeça
  • Manchas vermelhas, que surgem primeiro no rosto e atrás das orelhas e em seguida se espalham pelo corpo (exantema)
  • Tosse
  • Coriza
  • Conjuntivite
  • Manchas brancas que aparecem na mucosa bucal, que antecede de 1 a 2 dias antes do aparecimento de manchas vermelhas

Como prevenir o Sarampo?

A vacinação é a única forma de prevenir a doença.

Conheça o esquema vacinal (independente de campanhas)

  • Crianças de 12 meses a menores de 5 anos de idade: uma dose aos 12 meses (tríplice viral) e outra aos 15 meses de idade (tetra viral)
  • Crianças de 5 anos a 9 anos de idade que perderam a oportunidade de serem vacinadas anteriormente: duas doses da vacina tríplice.
  • Adolescentes e adultos até 49 anos: pessoas de 10 a 29 anos – duas doses da vacina tríplice e pessoas de 30 a 49 anos tomam uma dose da vacina tríplice viral.
  • Revacinação: em caso de surtos, desde que respeitado o intervalo mínimo de 30 dias da última dose.
  • Com a colaboração de todos, podemos promover uma escola mais saudável, promotora de saúde e reduzir os casos de sarampo em nosso país.

 

Ruth Yamada
Enfermeira

Recent Posts